Como é bom ter estrutura, não é? Com estrutura tudo fica mais fácil, até mesmo nosso dia a dia. Querendo ou não, já somos ensinados desde muito cedo a ter estrutura na nossa escrita. Minha professora de português no fundamental dizia que toda história, tinha que ter começo meio e fim.

A fórmula ABDCF (em inglês: ABDCE – action, background, development, climax, ending), é bastante famosa nos EUA e sua origem é atribuída a uma professora de literatura americana.

Esta fórmula, que foi criada para dar uma estrutura à trama das histórias, passou a ser usada para uma porção de outras coisas. Por experiência própria, posso dizer que vale para vários tipos de escrita, incluindo livros técnicos.

Também passou a ser usada na publicidade, no que chamamos de storytelling.

Fórmula ABDCF para Ficção

(Em inglês: ABDCE – Action, background, development, climax, ending).

Adicionei também alguns parêntesis com a minha opinião e vivência:

Ação – Comece com alguma ação ou acontecimento para atrair o leitor para a história. (faça a introdução ou exposição de alguns fatos. Sobre o que é essa história, qual é a pergunta que sua história vem responder?)

Background – (Antecedentes ou Pano de fundo) – Forneça contexto para os leitores entenderem como os personagens chegaram à situação atual (personagens são desenvolvidos e apresentados ao leitor).

Desenvolvimento – Os personagens devem querer algo que não têm de lutar para alcançá-lo – às vezes um contra o outro. De 70 a 80% da história descreve a luta dos personagens para conseguir o que querem. Cada vez que parece que eles têm o objetivo ao seu alcance, dê a eles algo mais difícil de superar até atingir o clímax.

(Personagens são desenvolvidos, conflitos são aumentados cena a cena, mais obstáculos são criados, motivação aumentam.)

Conflito – Ação crescente através da trama principal; ou – Clímax (ou crise) – O pico de uma história em que os principais conflitos entram em erupção em uma luta final.

(Ação crescente e conflito, rumo ao fim, geralmente o herói passa de ações reativas para ações proativas no ponto médio.)

Final – Eventos que seguem imediatamente o clímax; arrumar as pontas soltas da trama. Ação em queda após o clímax, cerre da trama. O que acontece depois que eles atingem seu objetivo. (Conclusão e resolução, reflexão.)

O que você acha? Vale a pena aplicar, pode ser motivador para organizar suas ideias e tirar projetos da gaveta.

Se você tem histórias ou ideias para histórias que você não sabe por onde começar, faça um encaixe da sua ideia nessa estrutura e escreva como a história seria, dentro da estrutura, dessa forma você terá um pequeno roteiro e saberá por onde começar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s