Eu vivi um ano e meio nesta cidade, depois passei a viver em Medellín. Trabalhei e morei, abri conta no banco e paguei impostos, portanto me sinto já preparada para dar uma opinião. No entanto, esse post não contém somente minhas opiniões e experiências, também é resultado de muitas conversas com imigrantes de vários países.

Bogotá possui população total de 6.840.116 habitantes, sendo 6.824.510 na área urbana e 15.606 na área rural (censo em 30 de junho de 2005). A Região Metropolitana de Bogotá, que abrange além do Distrito Capital, 17 municípios do departamento de Cundinamarca, possui 7.961.254 habitantes, sendo 7.770.834 na área urbana e 190.420 área rural. Segundo projeções do DANE para 30 de junho de 2009, a população de Bogotá é de 7.259.597 habitantes (7.243.698 urbana e 15.899 rural) e da região metropolitana de 8.493.675 habitantes (8.293.968 urbana e 199.707 rural).[4] 47,8% dapopulação do distrito são homens e 52,2% mulheres.[26] A cidade conta com a menor taxa de analfabetismo do país com apenas 4,6% da população maior de 5 anos de idade.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Bogot%C3%A1#Demografia

Bogotá é uma cidade de grande importância e centralidade na América Latina, implicada pelos acordos do governo colombiano com a China e pela abertura da cidade à empresas estrangeiras, que buscam mão de obra barata para “atenção ao cliente”, call centers e contact centers.

Se você caminhar pelas ruas de Bogotá, vai escutar muitos idiomas diferentes e encontrar pessoas do mundo inteiro. Há muitos turistas, mas também há um número massivo de estrangeiros à negócios. Pode-se dizer que os estrangeiros em Cartagena e San Andrés estão turistando, mas em Bogotá e Medellín, eles estão trabalhando.

Em 2019, empresas como a Amazon e o Airbnb trouxeram seus departamentos de Atenção ao Cliente para Bogotá, expandindo os empregos na área, quando por exemplo, J&J, Colgate e Uber já estavam por aqui.

Custo de vida e acesso à saúde

Para mim, essa é a coisa boa da cidade, na verdade as duas coisas. Se comparada com cidades como São Paulo, Bogotá tem um custo de vida baixíssimo quando falamos de comida, medicamentos, mantimentos em geral e serviços como água, luz e gás.

O aluguel também é super mais barato. É possível viver em um bairro centralizado e acessível pagando um preço justo em relação aos salários pagos à profissionais qualificados (digamos entre 2 e 4 salários mínimos).

Adicionando a isso, as opções de moradia são diversas dentro de um mesmo bairro, desde um quarto em uma casa ou apartamento, quitinetes, apartamentos pequenos ou grandes e moradias de luxo.

O acesso a saúde para qualquer pessoa com um visto e um emprego é bem simples, vou usar meu caso como exemplo. Quando cheguei, no final de 2015, vim como inter cambista de trabalho, ganhando aproximadamente 2 salários mínimos, desse valor era descontado 4%, que pagava pelo meu acesso á saúde.

Esses 4% pagavam meu cadastro em uma EPS (Entidad Promotora de Salud), que são empresas que prestam serviços de saúde privados a trabalhadores afiliados a elas e complementam a cobertura fornecida pela saúde pública. Dentro da EPS, eu sempre tive acesso rápido e amplo a todos os serviços médicos e odontológicos que já necessitei, também medicamentos e exames, pagando preços que variam de R$ 3 a 13 (esse valor sobe ou baixa de acordo ao salário de cada um), excetuando procedimentos estéticos, que não são oferecidos pelas EPS’s.

Em resumo, é possível comer e beber bem gastando pouco. Adicionado a isso uma saúde de excelência acessível e uma linha aérea interna no país, a vida fica bem mais fácil.

Oportunidades de trabalho

A Colômbia sem dúvida valoriza trabalho qualificado e é muito aberta a empregar estrangeiros. Na minha opinião pessoal, isso se deve ao fato de que o acesso à educação superior no país é ainda muito difícil, devido a preço e localização das grandes Universidades, sem falar na concorrência. Há também o fato de que não existe realmente universidade pública, já que a universidade que é considerada “pública” aqui, cobra dos estudantes e não é barato.

Esse fato mantém uma população interna de baixa qualificação e poucos recursos ao lado de um mercado de trabalho que é extremamente exigente. Ressaltando que, Bogotá possui um mercado de trabalho elitista e extremamente seletivo em todos os aspectos.

Se você é um profissional extremamente qualificado e fala alguns idiomas, tenho certeza de que aqui existem muitas oportunidades para você. Eu diria que para chegar a esse mercado e conseguir uma vaga de trabalho em áreas como negócios, administração, publicidade, indústria e construção civil, um bom emprego será seu se:

  • Você fala inglês e espanhol.
  • Mais ainda se você fala inglês, espanhol e português.
  • Tem grandes empresas no currículo.
  • Veio de uma universidade conhecida.
  • Possui alguma pós formação.
  • Possui referências práticas de todo o anterior, carta de recomendação, certificações, indicações, portfólio e etc.

E esse é o básico, como eu disse: é uma seleção bastante elitista em termos de nomes e referências.

As áreas sobre as quais ouvi coisas ruins são as áreas da saúde e da educação: péssimas condições de trabalho e baixos salários.

Se você é estrangeiro e não está muito qualificado, os call centers e contact centers seguramente vão te oferecer uma vaga, português é uma língua muito requisitada em todos eles, bem como o inglês e o próprio espanhol. Os salários nos call e contact centers são relativamente baixos (entre 1 e 2 salários mínimos), mas alguns pagam também uma comissão e um bônus.

Salários

Os salários, como em toda América Latina, variam muito. As empresas colombianas possuem a tendência de pagar pouco e exigir muito, mas como eu disse anteriormente, Bogotá está cheia de empresas estrangeiras, que pagam excelentes salários.

Minha área é publicidade, sinto que as empresas colombianas exigem demasiado do meu portfólio e oferecem salários baixos. Eu trabalhei para empresas estrangeiras e mais recentemente passei a trabalhar em uma empresa colombiana que vende para outros países.

Modelo de trabalho e cultura

Existem dois mundos muito diferentes de modelos de trabalho aqui na Colômbia. O modelo estrangeiro, das empresas de maioria americanas e europeias, é extremamente objetivo, medido, avaliado, metrificado e orientando a metas claras e crescimento geral, com baixos níveis de competência interna, planos de carreira e coaching. Um modelo mais justo, falando muito francamente.

Já o modelo de trabalho colombiano é totalmente o oposto. Existe uma desorganização geral gerada pela cultura de cortar caminho, de buscar resultados grandiosos com baixos níveis de investimento, ou seja, os colombianos também gostam de dar um jeitinho.

Existe um culto à emoção que domina a cultura e gera um ambiente de trabalho onde é comum escutar que alguém é filho de alguém, que indicou a prima e o cunhado e no qual as pessoas são medidas pelo volume de puxa saquismo que são capazes de oferecer ao chefe. Muita competência interna nas empresas uma falta de metas e objetividade, latentes.

É muito comum em empresas locais, presenciar choradeira em reuniões, casais se abraçando e até se beijando em local de trabalho e muita conversa pessoal em reuniões de negócios.

Mas no geral, o colombiano é um povo muito receptivo aos estrangeiros e se dedicam na medida do possível em fazer com que as pessoas se sintam em casa.

Transporte

Comparando com São Paulo outra vez, é um pouco menos complicado por aqui (hehe), apesar da lotação que é comum nas grandes cidades, você consegue percorrer grandes distâncias e até atravessar a cidade, dependendo de onde esteja, sem trocar de ônibus. O preço do transporte aqui é mais ou menos metade do que é cobrado em SP.

Não, não tem metrô. O sistema de transporte é similar ao de Curitiba-PA, dá uma pesquisadinha se você não for de Curitiba.

Segurança

Pela desmerecida má fama que ganhou o país com o tema das Farc, essa é uma questão que precisa ser dirigida. Se você vem para o país, com certeza alguém da sua família vai te alertar falando em guerra e drogas.

Bogotá chegou a ter uma taxa de homicídios de 80 por cem mil habitantes no ano de 1993, era a época de Pablo Escobar. Atualmente, esse número é próximo de 13 por cem mil habitantes.

Falando da minha experiência pessoal morando em vários bairros da cidade e falando com muitos estrangeiros, Bogotá é uma cidade onde é bom ter cuidado com furtos de celular e coisas que leva no bolso, se você vai andar pelo centro e usar transporte público em horas de pico, mas de resto, nada mais.

A cidade chega a ter cerca de 215.000 furtos por ano, o que significa que pode haver 600 furtos por dia. Existem áreas da cidade onde esse furto está concentrado: o sistema de transporte público, alguns corredores de mobilidade e pontes para pedestres são as áreas mais afetadas.

É uma cidade segura no geral e sem dúvida muito mais segura no transporte do que todas as cidades em que já estive, em termos de assédio contra as mulheres e roubos diretos, ambos são quase nulos.

Visto

Esse é um tema bem mais simples que todos os anteriores, por mais incrível que pareça. Para nós brasileiros é oferecida a opção do visto Mercosul, esse é um visto que te oferece 3 anos de permanência no país, durante a qual você pode exercer toda e qualquer atividade legal. O bom desse visto é que você não vai precisar renovar, caso queira morar no país, pode solicitar a residencia depois de 2 anos de permanecia.

Além dessa opção, existem outras mais temporais para quem vem de intercâmbio ou de voluntariado. Já para turismo não é necessário nenhum tipo de visto.

Informações adicionais:

É isso por hoje. Se você tem alguma dúvida específica deixa um comentário, se já viveu em Bogotá e tem algo a acrescentar, deixa o comentário também. Compartilha esse post com aquele amigo(a) que é todo internacional.

Pelo relato que deixei aqui, você acha que seria feliz vivendo em Bogotá? Quero muito saber 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s